Uma das principais dificuldades enfrentadas  para um morador do interior do Estado após o diagnóstico de uma enfermidade grave, além do acesso ao atendimento de média e/ou alta complexidade, serviços somente disponibilizados nas grandes metrópoles, é justamente um local para se alojar. Idas e vindas ao consultório médico, realizações de exames e procedimentos terapêuticos passam a fazer parte da rotina. Muitos deles enfrentam quilômetros de distância ou dias de viagem, seja de ônibus ou acomodados em redes aglomeradas em pequenas embarcações. Os locais de origem são variados, mas o propósito é o mesmo, buscar a cura para enfermidade.

ALD_6811

Essa realidade  vivenciada por  muitos pacientes oncológicos motivou o Hospital Ophir Loyola a criar no dia 16 de março de 2004, o Núcleo de Acolhimento do Enfermo Egresso (NAEE), que é mantido com recursos do próprio hospital.  A casa oferece atendimento de alta complexidade e possui profissionais treinados com bases técnicas e emocionais para atuar no tratamento do câncer. O NAEE foi criado por meio da parceria dos diretores com o governo da época, para garantir o direito dos enfermos enquanto cidadãos e os incentivando a dar sequência e a concluir o tratamento.

Com capacidade para acolher 96 pessoas entre pacientes e respectivos acompanhantes, o NAEE realiza um trabalho biopsicossocial para atenuar os efeitos da doença. Isso se dá devido ao comprometimento das condições de saúde que ocasiona a baixa autoestima, afastamento do convívio familiar, impacto frente à nova realidade vivenciada, diferenças culturais, baixa escolaridade e o baixo poder aquisitivo dos egressos. Lá são orientados quanto ao agendamento de consultas, exames, tratamento etc. Também são monitorados 24h pela enfermagem, que cuida da  medicação e higiene de cada um dos pacientes.

Para ser admitido é necessário a idade mínima de 13 anos de idade e ter encaminhamento para o Tratamento Fora de Domicílio (TFD) emitido pela coordenação do Serviço Social do HOL, e ainda a disponibilidade de leitos, já que a procura por esse tipo de assistência é elevada.  Além da hotelaria, o núcleo oferece apoio técnico, transporte, alimentação, barbearia e lavanderia.

ALD_6577ALD_6586

ALD_6532ALD_6575

 

 

 

 

 

 

Contato:

Núcleo de Acolhimento ao Enfermo Egresso

Jalva Braga ( Coordenadora do Núcleo)

Endereço: Travessa Primeiro de Março, 454 esquina com Aristides Lobo.

Fone: (91) 3299-6251